Transformação digital e a saúde


A tecnologia mudou, e continua mudando, o dia a dia das pessoas. A cada nova solução criada, novos sistemas, novos softwares ou novos hardwares, o nosso modo de viver e agir se modifica quase que naturalmente. Afinal, com uma facilidade imensa, nos adaptamos a essas mudanças. Assim, a transformação digital é um fato que não pode ser negado. Uma prova disso, muito conhecida e vivenciada, é a necessidade por um smartphone para conversar, trabalhar, pesquisar, comprar e, até mesmo, o seu uso como ferramenta auxiliadora no contato entre médicos e pacientes.


A saúde é uma das áreas que mais sofreu mudanças ao longo dos anos. A transformação digital a atingiu de tal forma que, muito antes da pandemia causada pelo vírus Covid-19, estar presente na web, digitalizar e automatizar processos já era necessário. A Pesquisa Conectividade e Saúde Digital na Vida do Médico Brasileiro, realizada pela Associação Paulista de Medicina, com mais de 2 mil médicos, demonstrou como as ferramentas tecnológicas já eram usadas de forma ampla na troca de informações entre os pacientes e médicos. E, atualmente, com a pandemia, o uso de aplicativos para um contato e acompanhamento online se tornou, ainda mais, imprescindível.


Com todas essas informações, a pergunta que fica é: Como um médico, um consultório ou, até mesmo, um hospital inteiro pode usar da transformação digital para atender e ser relevante aos pacientes? Continue a leitura que eu vou explicar para vocês!


Introduza a tecnologia em seu atendimento


A saúde tende a ser considerado um setor tradicional. Assim, ainda há alguns profissionais que resistem a transformação digital. Contudo, é necessário estar atento, pois as inovações tecnológicas podem otimizar o tempo no consultório, automatizando funções como o agendamento online ou envio de resultados de exames, por exemplo. São mudanças simples que trarão muito avanço ao seu consultório.


Além disso, algo que está sendo cada vez mais comum é a troca de mensagens entre médicos e pacientes. Geralmente, essa prática ocorre em casos de acompanhamento pós-cirúrgicos, onde o paciente pode chamar o médico, ou a equipe do mesmo e sanar suas dúvidas.


Entenda o seu paciente e esteja onde ele está


Como citei no começo do texto, o perfil e os hábitos das pessoas mudaram. Quando falamos em pacientes, isso não é diferente. Agora, as pessoas não esperam a consulta para verificar o que estão sentindo. Elas verificam os sintomas e pesquisam possibilidades em buscadores, como o próprio Google. Sem falar na reputação do consultório, do hospital e, principalmente, do médico que as está atendendo.


Assim, não basta ser um médico reconhecido pelos demais colegas, é preciso estar onde o seu paciente está e criar um relacionamento. O primeiro passo para isso é entender essa mudança de comportamento trazida pela transformação digital. Depois, mudar seu posicionamento, quando o paciente lhe diz que leu algo na internet sobre o assunto. No lugar de ignorar ou refutar completamente a informação, converse com ele, explique as diferenças e informe-o corretamente.

E, por fim, chegou o momento de adentrar ao universo de seu paciente com informações de qualidade, sanando dúvidas e mostrando-se relevante. Com isso, você ter, ainda mais, credibilidade.


Quer saber mais como usar a transformação digital a seu favor? Então, entre em contato comigo e vamos falar sobre como a transformação digital, pode ser aplicada na sua clínica ou consultório.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Nenhum tag.
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
Mande sua dúvida aqui, responderemos rapidinho ;)
Ed. Lazio Executivo, Sala 303
Av. Porto Alegre, 427 D, Centro, Chapecó -SC 

Chapecó: (49)  33046114 

              (49) 984382757

              (49) 988624221